segunda-feira, 20 de abril de 2009

Domingos são prenúncios agoirentos de segundas feiras, o dia que na minha agenda nunca é bem vindo (agora lembrei-me da horrível cançoneta que acompanhava "A minha agenda", aquele resquício dos anos 80 que a televisão publicitava por alturas do advento, logo ao lado da Nancy patinadora e do castelo da playmobil).
Toda as criaturas com mais de 65 anos acham que podem sair à rua, aos pares, dentro da abóbora que só toma aquela forma ao domingo, e circular a 35 km/h em zonas de limite 50.
Não é que tenham que fazer aos dias de semana - embora ninguém o julgasse pela hora a que arrancam o esqueleto da cama - mas aos domingos é que é dia de sair.

Refeita do tormento viário que constituiu a travessia até ao berço bocageano, lá cirandei por ruas e vielas, da Praça da Misericórdia ao Miradouro, ziguezagueando através de soalheiras vozes de crianças, gatos estirados na preguiça da digestão, quintais com laranjeiras deixados à sua própria sorte e beirais de janelas com velhotas com cabelos de neve.

E só conseguia lembrar-me da gaveta de guloseimas que povoou o meu imaginário durante toda a minha infância. Vivia (a gaveta) na cozinha azul e branca da minha avó paterna, poetisa, fadista e contadora de anedotas ordinárias, que me levava ao miradouro a ver figuras nas nuvens e me falava do James Dean e da Elizabeth Taylor e de coisas mil. A frescura estival das paredes acobertava aquela gaveta mais preciosa que o baú do barba azul.
Os meus olhos cresciam ao adivinhar o que poderia conter, de cada vez que chegava a sua casa.
Subia a correr as escadas em que se perfilavam mil cores e aromas das flores que as suas mãos sabiam fazer sorrir.

Domingo. Preguiça soalheira e despreocupada. Gaveta das guloseimas. Avó Margarete.

And the beauty of memories blooms over the uglyness of sunday afternoon.

5 comentários:

shampô decapante disse...

Domingos são prenúncios de palavras bonitas, pelo menos por aqui! ;-)

bluesred disse...

que palavras tao bonitas baby! Ja tinha saudades dos teus pensamentos passados para o "papel" lol

Vânia Sacramento disse...

Domingo seria um bom dia para o nosso encontro crafty. Que dizes?

Dino disse...

os domingos podem ser maravilhosos!
beijo!

Tiago Matos Costa disse...

O meu Domingo, seja bom ou mau, depende invariavelmente de uma variável apenas: o Sábado à noite!